segunda-feira, 24 de novembro de 2014

OS PARAÍSOS QUE UMINFERNO CRIOU



Inquietos escutamos a voz calada
São pesadas as mãos do desentendimento
Nesta perdida rua de negro e fogo
Neste meio do mar, sem estrelas, um momento...

...Para te dizer, que bebi de um trago só o perdão
Para te dizer, que sou o cerne imperceptível da verdade
Dizer-te também, “ ainda sei amar quem me magoa”
Que vivo e floresço na minha inventada cidade

Foram tempos da memória
Rasgam-me a garganta as nêsperas azedas
Se soubesses a sede que se sente
Quando a vida nos arroxa ao peito, coração descontente

Se soubesses o que sente este poeta de rima incerta
Se soubesses o que não sabes por descredito
Se soubesses que todas as manhãs o meu amor se acende com a aurora
Se soubesses porque fico, mesmo indo embora

Se soubesses...
Que há quem abrace o vencido
Quantas verdades se diz mentindo
Que só me lembro dos teus olhos sorrindo

E eu que nada sei
Eu que acredito tudo saber
Eu que vivo como gaivota em eterno voo
Eu que cerro os olhos para não ver a esperança morrer

Eu...
Cavaleiro andante, Arlequim, mendigo sem bênção de Deus
Carrego o peso da idade inadiável
“Sou o Rei legítimo de todos os ateus

Sou, quem sou
Nem tudo o que faço pode estar errado
Pinto Anjos negros, deuses e deusas
Este homem, bem ou mal-amado

Sou aquele que caído, foi espezinhado
Sou aquele que pelos seu inimigos orou
Sou também este alquimista da vida
Que transformou em ...Paraísos o que o inferno criou...


5 comentários:

Ana Bailune disse...

Belo, belo, belo!...
Amo meus inimigos? Não. Confesso que não consigo. Apenas sigo em frente, e rezo para que sejam felizes e fiquem bem, mas não os amo.

Célia Rangel disse...

Amar quem me magoa... Que difícil missão... É um nobre estágio, que acredito ser para poucos... "Dar a outra face?" Ainda prefiro a indiferença... e a oração!
Abraço.

EU disse...

E não será o exercício de alquimia a eterna missão do ser poético?
Muito bom, amigo! Parabéns!
Bjo :)

Ana Casanova disse...


Profeta, poeta, sonhador! Também eu, acredito na transformação. "O sonho comanda a vida"!
Um abraço desta amiga que tem estado muito ausente mas virá agora com mais frequência.

Chellot disse...

Cavaleiro andante saudades de ler-te.
Beijos doces.

Adoro impressionismo. Essa imagem me lembra de Jacek Yerka.