sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

O PODER DA ÁGUA


Estou cansado deste inverno e do vento
Da fúria da espera
Deste imenso e rebelde sentir
Do amor, da verdade nele descobrir

Tenho as mãos presas ao coração intacto
Aguardo o regresso da presença de um nome
Como as ondas criadas no interior do mar
Como sal que unge o verdadeiro amar

Concebo futuros com um gesto
Enquanto espero o amadurecimento da distância
Imaginando o intemporal
Numa luta imensa entre o bem e o mal

Trago um nome
Soerguendo-se dentro de mim
Virão assim longos sóis e longos dias
E o eco dele reverbera sem fim

Quem sou...?
Quem és doce e encantado perfume
Apaixonante feitiço
Paixão em rubro lume

Sou ilha perdida dentro de outra ilha
Filho de um Deus que nos torna pequenos
Talvez sejas a fonte da minha saciação
Talvez esteja aprisionado este pobre coração

Esta minha insaciável sede para um regresso
Porque me perdi
Entre a frieza dos homens
Alimentei a alma de Ti

Um choro sem angustia que se esconde
Não me perguntem porque amo, ainda
As flores não morrem no sitio onde venho
Mil vezes silêncio, o poema é sobre uma alma linda

Não quero que o teu rosto viaje
Para longe da minha presença
Não quero que o vento agite e devolva a mágoa
Porque sei que uma lágrima tem...O PODER DA ÁGUA...

23 comentários:

Lorena Leitte disse...

Adorei cada verso. Lindo e cheio de sentimento
Abraços

Paty Carvajal disse...

Maravilloso sentimiento.
Un fuerte abrazo y que viva la poesía!
Besos.

Maria Teresa Valente disse...

Seus poemas são tão intensos,
que mergulhamos,
como se nosso fosse
esse sentimento!
Obrigada, abraços carinhosos
Maria Teresa

{Λїtą}_ŞT disse...

Hoje é meu aniversário e é um presente poder ler tao linda poesia.
Agradeço a visita e o chamado para ler esta beleza.
Abraços

Lucimar da Silva Moreira disse...

É um poema lindo, muito intenso, um poema envolvente, Profeta abraços.

Aline Goulart disse...

Olá, tudo bem?
O Bordando Palavras ficou temporariamente fechado. Agora está no ar novamente com um novo link. Para receber as novas postagens é necessário atualizar o meu link. Desculpa o transtorno.
Que poema mais bonito e profundo. Parabéns!
Beijinhos.

Aline Goulart disse...

Olá, tudo bem?
O Bordando Palavras ficou temporariamente fechado. Agora está no ar novamente com um novo link. Para receber as novas postagens é necessário atualizar o meu link. Desculpa o transtorno.
Beijinhos.

Janita disse...

Olá, Amigo Profeta!

Os seus poemas continuam lindos, repassados de sentimento e muita emoção.
Agradeço a oportunidade de enriquecer a minha alma com tão doces palavras.

Um beijinho amigo.
Janita

lola disse...

buenas noches¡¡ Será para mí un placer seguir tu espacio
Un abrazo

ONG ALERTA disse...

Muito lindo abraço Lisette.

Ailime disse...

Que poema tão belo!
A insularidade confere ao poeta uma dimensão superior.
Um beijinho.
Ailime

Anónimo disse...

A tranparencia,
A verdade.
Lindo e profundo.

Amanda Mércuri disse...

Belo, mas triste!

Ótima segunda!

Beijo! ^^

Graça Pires disse...

"Sou ilha perdida dentro de outra ilha". Melancólico mas belo.
Beijo.

Ambra disse...

Un'immagine stupenda, nella perfetta fusione tra donna e acqua.

Raquel Pinto disse...

Adorei seu poema. Maravilhoso
.
Deixo carinhos doces.
Gostava que me visitasse.

Rita Sperchi disse...

Vim deixar um abraço ,faz tempo que
não venho aqui, mas esses versos são lindos,
vc é um grande poeta, bjuss com meu cairnho

Rita

Brisa disse...

Olá amigo

Saciado,numa ilha perfeita,de palavras de amor...
Lindo e perfeito

Bjo e continuação de uma boa semana

Olinda Melo disse...


Tantas e tantas vezes nos sentimos perdidos, não sabendo bem quem somos.
São momentos de indecisão e de confusão, em que duvidamos dos afectos.
Mas numa lágrima talvez venha o refrigério para tanta mágoa.

Abraço
Olinda

Tais Luso disse...

Muito bonito, poema envolvente, sensível.
Um ótimo fim de semana pra você.
Bjus!

{W_[amar yasmine]} disse...

Senhor Profeta, que blog maravilhoso!!!

Assim que entrei fui surpreendida pela belíssima música de Ennio Morricone, composta para o não menos belo "Cinema Paradiso", uma das preciosidades do diretor Giuseppe Tornatore, um dos melhores do cinema italiano.

Em seguida, me deparo com um poeta e seu lindo poema. Que delícia aportar, neste final de madrugada, em terras onde se respira Arte. Esta foi minha primeira visita e já estou viciada. Aqui virei sempre.
Parabéns pela sensibilidade, pelo blog, um verdadeiro presente neste final de madrugada.
Abraço respeitoso!

{W_[amar yasmine]}

Pensamentos Com Asas disse...

Seus poemas são uns encanto.. parabéns!

MEU DOCE AMOR disse...

...e do sal.

Beijinho doce