sexta-feira, 29 de julho de 2016

NENHUMA FERIDA NOS SEPARE


Odeiam o amor
Os que não amaram
Os que não sentem os sentidos
Os que o coração fecharam

O pranto nunca é culpa dos olhos
Sou dono das minhas própria trevas
Iluminei meu caminho com o teu olhar
Será sempre noite sem o teu chegar

Espero a transmigração
Da verdade pela estupidez
Espero que as minhas letras transviadas
Soem na tua boca outra vez

Em beijo
Na construção do Império da paixão
Não tragas ao amor um cortejo de dores
Vem apenas na singeleza do pão

Quero sentir o sal do dia
Quero despir o calor da dúvida
Apagar o fogo que consome esperanças
Construir o dia consciente , deixar a distância calada

Este pássaro louco
Habita as margens do silêncio
Ama como mendigo de mãos abertas
Num grito sussurrante rasgando o vazio

Na entrega
Estará sempre um pouco do que se pretende
Que queres tu? O que Deus quiser!
Só o vazio ocupa o teu lugar Mulher

Atrás de todas as vestes
Sorri o Sol e o medo
Atrás de cada hortênsia
Há um acariciar de melancolia

Meus senhores
Agosto está servido na ilha
Enquanto se reza a Deus pela bênção do pão
Meus Senhores, acreditem, o poeta tem coração

Tem um sonho algures esperança
Tem o alcance do teu horizonte
Que o Mar e a dor sejam barco navegante
E...NENHUMA FERIDA NOS SEPARE

4 comentários:

Janaína de Souza Roberto disse...

Só é capaz de compreender quem sente e vive. Feridas são importantes e a cicatrização ainda mais. Que todas elas sejam curadas.

Abraços,
www.ninaesuasletras.com.br

luar perdido disse...

As feridas fazem parte da vida, do amor, da perda, da paixão e da dúvida. Fazem parte das noites e dos dias, dos sois e luas. As feridas são a prova provada que se viveu. Que se comeu o pão e bebeu o vinho. Que se andou descalço pelas empedradas e frias ruas que fazem os caminhos de cada vida.

Que ferida nenhuma separe o que Deus uniu... Devia ser assim a promessa...
Belíssimo poema, como sempre.
Beijo de meigo luar

Célia Rangel disse...

Belíssimo poema! Leitura aconchegante de valores emocionais!
Destaco:
"Quero sentir o sal do dia
Quero despir o calor da dúvida
Apagar o fogo que consome esperanças
Construir o dia consciente , deixar a distância calada"
Abraço.

bea disse...

Ámen.