sexta-feira, 22 de julho de 2016

QUANTAS VEZES, AMOR


Não me digas a hora da partida
Não desvendes o momento da chegada
Traz o perfume de setembro
Veste-te de folhas, vem sem mais nada

Sabes quantas vezes amei sem te ver?
Toquei-te e a minha vida reacendeu-se
Reinas sobre mim como fogueira no mar
Habitas lagoas como Lua sorridente

Tenho perguntas teimosas
O amor tem um sorriso azul
Está tatuado em toda a ilha
O amor é diadema de espuma dos mares do sul

Sabes...?!
A claridade das coisas também se constrói
O pão e a pomba são céu e terra
Sabes?! Sou o teu guerreiro em santa guerra

Imagino uma casa
Com trepadeiras dos teus cabelos
Nem que seja de sonhos e lata
Com hortênsias azuis em novelos

Imagino-te sentada nas pedras do mar
Com um vestido de ar, “sol brilhante”
Luz que entra numa roseira florida
Com os olhos devorados pela sombra, imagino-te

Imagino-te nas tardes púrpuras
Adormecida num castelo coroado de neblinas
Em Homero com gestos misteriosos
Imagino-te vinda do mar com um colar de roladas pedras

Na ilha o silêncio é verde
As borboletas atravessam o meio dia
As algas o ninho das gaivotas
Celebramos com pão e vinho num copo de nostalgia

Nesta ilha que há em ti
Virão radiantes dias balanceados pelo mar
Nada devia dividir a paixão
Dir-te-ei...QUANTAS VEZES, AMOR...

7 comentários:

Pensamentos Com Asas disse...

ah, que lindo! Puro sentimentos...

Ana Bailune disse...

Este poema é verdadeiro. Tem uma profunda beleza. Encantador.

Valquíria Falcão disse...

Quanto tempo não o visito... Mas ao ver esse belo poema no meu perfil não pude deixar de lhe fazer uma visita....
Beijos

Célia Rangel disse...

Imagino... também... que efervescente é a sua criatividade! Envolve-nos!
Abraço.

luar perdido disse...

Cada palavra, cada frase é um hino a um amor bem amado e tão sonhado, tão vivido que ganha vida em cada flor, em cada onda do mar, em cada lagoa profunda e silenciosa. Em cada vestido de folhas ou cheiro de maresia. Um hino profundo e sentido em tons de azul e verde, de neblinas e negra lava, em tons simples ...de Amor.
Beijo de lyar

Graça Pires disse...

Palavras de amor que nos cercam... Gostei imenso.
Beijos.

fabíola disse...

"imagino uma casa
com trepadeiras de seu cabelo hortênsias azuis... "
parece que enxerga o nosso presente.. Construo um lugar assim,de sonhos.
seja muito feliz
um beijo em seu coração flammejantemente poético