domingo, 24 de dezembro de 2017

OUTRO MUNDO


São dezanove horas nesta ilha, nesta terra
Aqui passei anos tantos sem conta
Fiz de besta, carreguei culpas e feri-me em contradições
Já senti a carga das palavras malditas
Já amei, já voei, já chorei
Fui rejeitado, julgado e condenado (...)
Hoje é noite de natal, alguns perguntarão:
“Onde anda o tal?, o demiurgo do mal?”
Nesta noite perdoo-vos:
Aqueles que mentiram, feriram-me e sorriram
Aqueles a quem dei amor, verdade e amabilidade pura...
...me feriram com as pedras da rua
Fui rei com coroa de lata, de espinhos e tudo
Senti raivas, emoções e contradições e quedei-me mudo
Estou aqui com a força que Deus me deu
Com a luz do meu Eu
Aqueles que me quiseram abater, fazer mal!
Perdoo-vos, amo-vos do fundo do coração vos digo
Cada um de vocês esta noite é mais um amigo que está comigo
No meu mais profundo
Que vida esta, estarei assim tão errado
Ou apenas habito... OUTRO MUNDO




2 comentários:

luar perdido disse...

Olhando o teu caminho, Profeta, vê-se um percurso cheio de vida; nem sempre boa, muitas vezes dura, muitas vezes madrasta, mas VIDA. Tens os teus pés marcados no barro, pegadas de luz e sombra, de amor e ódio, de perdão e dúvida, de sonhos e pesadelos; mas VIDA. E é isso mesmo que te torna tão especial, tão único... tão Tu.

Continua, Poeta dos azuis e verdes, a construir "outro mundo", outros mundos, a inventar novas cidades, a conceber novas telas com as palavras que tão bem esgrimas. Continua a dar pontos de luz com as letras com que brincas, como menino traquinas, a juntar pedrinhas coloridas à beira de uma lagoa de profundos silêncios. Como o baleeiro que se aventura nas encapeladas marés. Continua, Poeta, porque os teus mundos dão um novo mundo a quem te lê, a quem tocas.

Continua a amar - mesmo que doa -, continua a voar - mesmo que canses -, continua a chorar - mas de alegria e sonho -, porque, também assim, se constrói a vida.
Habita o TEU mundo, porque ele é belo e rico.... É teu.

Beijo de luar

Gil António disse...

Boa tarde. Admirando a beleza natural e maravilhosa do seu poema, passo também, para desejar um ANO NOVO de 2018, muito feliz, extensivo a família e amigos..
.
hoje: * Embriaga-me nas tuas Emoções *
.
Continuação de boa festas.
.