quinta-feira, 29 de julho de 2010

UMA RAIVA INCONTIDA


Onde param as minhas ilusões?
Para onde me conduziram estes passos?
Porque as pessoas teimam em não saber
O significado do meu abraço?

Maldigo este Sol encoberto
As nuvens roubaram o azul
Invejo o vento errante
Algo me impele a olhar a sul

O Mar perdeu a magia do sal
Os golfinhos partiram para outras paragens
Este lago está deserto da virtude das águas
Tem penas de garça soltas nas suas margens

A pessoas passam de olhar vazio
Como se vazia esteja a sua alma
Os pássaros soltam tímidos pios
O fogo é feito de fria chama

Já não ardem as cores na manhã
As auroras ficaram pardas
As hortênsias perderam-se do azul
As mágoas andam perdidas

Perdi-me!
Na lonjura que minha alma ditou
Passei a mão pelos olhos
Um deus perverso a ultima lágrima roubou

Houve um tempo que chorei as coisas
As boas e as más em emoção
Houve um tempo em que tinha sempre
Descoberto meu sofrido coração

Este tempo perde-se como chuva miúda
No pó que encobre mil vontades
Tem mil anos e outras tantas Luas
A procura das minhas verdades

Tem mil vidas a minha viagem no Cosmos
Tem apenas um rosto a minha procura
Tem um canto que reverbera ao meu sentir
Tem apenas um momento a real formosura

Hoje senti sentimentos de tristonho sentir
Hoje senti a minha alma perdida
Hoje gritei em grito mudo bem alto
E soltei...Uma raiva Incontida...

46 comentários:

Nanda Assis disse...

.
________7777777______________7777777________
_______777777777____________777777777_______
_______777777777____________777777777_______
_______777777777____________777777777_______
________7777777______________7777777________
_________77777________________77777_________
____________________________________________
____________________7777____________________
____________________7777____________________
____________________7777____________________
____________________7777____________________
____________________________________________
___77_________________________________77____
_____77_____________________________77______
______7777_______________________7777_______
_________77777_______________77777__________
____________7777777777777777777_____________
_______________7777777777777________________

Sonhos & melodias disse...

Profeta até na raiva você consegue nos remeter tanto lirismo e tanto sentimento que me entorpece e me faz tremer de emoção.
Beijo n'alma para acalmar toda essa raiva incontida.

Rose disse...

Belíssima tradução de um coração machucado e magoado... ultimamente me sinto assim também, mas meu caro amigo são fases da vida que passam com toda certeza, beijos!

Luiza Maciel Nogueira disse...

profeta a mudez do grito é angustiante, grite alto, grite longe.

bjs!

TITA disse...

Profeta,peço desculpa por esta invasão,mas hoje não resisti...Há longos meses persigo este seu espaço e bebo beleza neste sentir feito poema.Nunca me atrevi a comentar,mas hoje,a sintonia falou mais alto.Pode ser que a raiva quando partilhada se torne "menos dor".Um abraço e obrigado.

HSLO disse...

Eu me sinto assim...com um olhar vazio...nossa. Não sei o que ta acontecendo comigo de uns dias pra cá...

abraços
Hugo

L. disse...

não dá para nao passar aqui e ler seus textos.. sempre maravilhosos.

;*

Luz da Lua disse...

Meu querido amigo Profeta/Poeta,
eu sei muito bem o significado de um abraço.E te confesso,ele me faz falta,me deixa carente .E tão bom o enlace, o calor, o aconchego de um abraço....Quero partilhar contigo a tua raiva, porque até com esta raiva toda, és encantador.Tuas palavras são mágicas.Pra ti beijo grande, aqui do Brasil, com carinho.

Claudia Perotti disse...

Nem tudo são cores e flores. Há muita tormenta pelo caminho, mas não é por isso que a vida perde a sua magia.

Força, poeta!

Beijinhossssssssss

Sil.. disse...

Tem coisa melhor do que soltar uma raiva incontida???

Eu berroooooooooooo...

Um abraço meu!!!

{ísis}_MN ENTREGA E SUBMISSÃO disse...

hoje me sinto incontida depalavras tb, a saudades faz mudar o humor
mas tb é bom ver essa sua outra parte, pois a gente não vive só a sorrir

Beijos rubros
{ísis}_MN

gaivota disse...

como sempre... palavras mágicas de s. miguel!
mas sem raivas...
beijinhos

viajantes disse...

abraço Profeta!

Caterina disse...

Caro amico Profeta,
non dobbiamo perdere le illusioni,dopo l'inverno sta preparandosi l'estate.La vita é come l'altalena. Le gioie sono seguite dalla tristezza. Grida caro amico!!! Mi incantano i tuoi versi.
Ti invio mille baci

Pedrasnuas disse...

QUE ACONTECEU AO POETA? AINDA BEM QUE PODES CHORAR E TE REVOLTAR...ASSIM LIBERTAS-TE ...
NEGAR ESSA RAIVA,FINGIR QUE NÃO A SENTE ISSO É MAU...PORQUE EXPLODE DENTRO DE TI...DEPOIS TUDO VOLTARÁ AO NORMAL...

AO POETA

BEIJINHOS MIL

Tatiana disse...

Queria eu ter a coragem de fazer ecoar pelo céu o meu grito contido na garganta.
Uma poesia desabafo que nos faz sentir parte dela.
Um abraço carinhoso e solidário

Lídia Borges disse...

Um pendor de intranquilidade e desassossego perpassa deste bonito poema.
A poesia é isso também: "raiva incontida" que se vai derramando ao longo das estrofes...

Um beijo

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta
Belo e sentido poema.


Hoje senti sentimentos de tristonho sentir
Hoje senti a minha alma perdida
Hoje gritei em grito mudo bem alto
E soltei...Uma raiva Incontida...

Adorei

Beijinhos
Sonhadora

Helen De Rose disse...

Talvez este seja tbm um ritual de purificação da alma. Apesar de tudo, ficou registrado na poesia, igual fotografia, um momento vivenciado. Agradeço por compartilhar, Armando.

Claudinha ੴ disse...

A raiva precisa ir embora, contê-la gera doenças. Que tenha sentido alívio, que tenha recobrado a alma!
Um beijo!

SILVIA disse...

Todos hemos sentido en alguna ocasión que nuestros pies caminan sin rumbo, que nuestras vidas no nos pertenecen, que nuestra cabeza va a estallar...
Pero nadie ha sabido explicar lo duro de un corazón maltrecho, tan bien como vos.
Un abrazo, mi querido poeta!!!

Maresia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sunshine disse...

E onde param as minhas? Onde estao os braços para me abraçar? Será só com os braços que se abraça?
Quando se encontra o rosto que se busca não se deve deixá-lo fugir, não sei se existem outros rostos para encontrar, ou se existe a hipótese de os encontrar...
Que depois de soltares esta raiva, a água te lave estes tristonhos sentires e voltes a partilhar o sorriso dos golfinhos.
Talvez não esteja a fazer sentido nenhum, talvez seja só cansaço, não sei...
beijo

Crista disse...

Céusssssssss...só tu para passar esse sentimento!!!!
Um abraço para teu abraço!
Continuo me encantando contigo!

walter disse...

Profeta:

espero que entendas o meu abraço...

nunca o esqueças!

amei as tuas palavras!

walter

mARa disse...

...sempre maravilhoso ler-te

as vezes essa incontida incerteza dentro de nós...as vezes esses dias...

beijo!

(letras tristes, Poeta!)

Cria disse...

Grandiosa expressão ! Beijos, poeta.

Malu disse...

Pois faria um outro poema com os versos em negrito e daria um novo poema tão belo assim...
Beijinhos

Teresa Augusto Shanor disse...

Olá Profeta!

Solte sua raiva incontida, coloque para fora tudo que lhe sufoca e o amargor da vida.

Mas não esqueça de retornar à serenidade, onde o discernir se faz necessário, para o reencontro do seu equilíbrio, pois a vida é um eterno exercício de paciência e aprendizado e logo descobrimos que a luta é árdua em todos os campos, principalmente no cantinho do coração.

Paz, Harmonia, Alegria em sua vida sempre.

Doce Abraço.

Danielle Macena disse...

Muito bom teu blog....
da uma passadinha no meu depois...
Bjus

Chellot disse...

Perdeu-se, mas encontrou-se dentro de sua belíssima poesia. Beijos doces com sabor de saudades.

Chellot disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fátima disse...

Nossa imensa quantidade de sentimentos em seus momentos guardados ou revelados. Necessitando dar grito ao espaço nem que seja por uma abraço.
(vc me inspirou..rs)

Beijo meu

The Seeker disse...

Por vezes é necessário perdermo-nos para então realmente nos encontrarmos!!!!

Beijos de sol e mar desde outra ilha!

Kyria disse...

Emocionante este poema que fala das verdades da alma e o fundo musical está muito adequado.
Lindo!Parabéns,bjs

Ká Flor disse...

me passa seu msn de novo
:)
to com saudades

ellen disse...

Adoro, adoro :)

Beijinho

Luadosul disse...

Gosto imenso de te ler!
Carinhos desde longe.

Tina disse...

Minhas "ilusões" se perderam num olhar vazio. Eu espero.

Verso perfeito, como sempre.

beijo grande, com carinho.

ARTESÃ DAS LETRAS disse...

Profeta Poeta!
Me senti parte dos teus versos, tão reais, tão sensíveis, gritos para um eco tão distante, me sinto assim..."UMA RAIVA INCONTIDA"
Meus sinceros parabéns, belíssima composição!
Taís

Gorete . SoLua disse...

É ótimo quando conseguimos soltar o nosso grito de desabafo...

Doces beijos :)

orvalho do ceu disse...

Oi, profeta
"POR QUE AS PESSOAS TEIMAM EM NÃO SABER O SIGNIFICADO DO MEU ABRAÇO?"
Há um mês soltei um grito bem parecido com o seu... foi bom!
Abraços fraternos e ótima tarde de Domingo pra vc.

comecar de novo disse...

QUE SENSIBILIDADE! QUE BELEZA E QUE PROFUNDIDADE AO PASSAR PARA O PAPEL SENTIMENTOS TÃO COMPLEXOS.ADORO SUA MANEIRA DE SER POETA E POR QUE NÃO DIZER UM PROFETA DA ALMA.ADOREI SUA VISITA,VOLTE SEMPRE E ME PRESENTEIE COM SEUS VERSOS,BJSSS NO CORAÇÃO.

Hana disse...

Estou com vc, sempre, quer minha força da mão amiga, se chorar quero estar por perto, me chama, aki te leio, te sigo e te persigo, adoreiiiii, todo este amor que tem aíi dentro do seu peito amigo!
com carinho
Hana

Liza Leal disse...

Oi profeta!
Vim retribuir a doce visita e me encantei c/"Raiva Incontida".

bj
.
=)

Lou Albergaria disse...

Seus poemas são belíssimos!

Extraordinários mesmo! Parabéns!!!

BEIJOS!!!!

Esses últimos dias andei meio sumida pois estava pensando e meditando se abandonaria a blogosfera de vez. E ao ler seus poemas percebi que não quero ficar longe de artes tão belas como sua poesia. Decidi continuar. Obrigada!