sábado, 24 de setembro de 2011

A TORRE DOS SONHADORES


Perdi as palavras que escrevi à momentos
Levou-as um sortilégio solto da noite escura
Sentei-me numa pedra de negro basalto
Fechei os olhos e tentei lembrar a cor da ternura

Nunca a escuridão me encontrou
Nunca tomei como certo o encontro com a verdade
Espinhos, punhal afiado, lágrimas
Uma flor morreu num campo de saudade

Atirei sementes ao Mar revolto
Zombou de mim uma Gaivota que passou
A espuma ficou negra e perdeu-se na areia
Fiquei mudo e triste, ainda estou

Entrei no Mar na procura do silêncio
Deixei-me levar por uma onda breve e fria
Vi criaturas passarem docemente
Uma parou, pareceu que ria…

…De mim
Triste e patético poeta louco
Rasguei as mãos na procura de uma estrela do Mar
Ceguei no sal e senti-me tão pouco

Sai deste mar de frio abraço
Sequei as minhas penas ao vento
Galguei os restos da fúria de um vulcão
E senti o Mundo parar por um momento

Um vertigem tomou-me a razão
Cerrei os olhos e vi tanta coisa que não via
Vi, paixão imensa, amor em contradição
Vi sem ver e ao voltar a ver um pássaro ria…

…De mim…
Das palavras que disse e ninguém ouviu com o coração
Deste sentir que jorra como a fúria de um rio
Pedi a um anjo que me desse absolvição

Corri ao encontro de uma montanha aprisionada na bruma
Pelo caminho toquei de leve em todas as flores
Subi a um castelo erguido ao celeste
E de joelhos quedei-me na…Torre Dos Sonhadores…

23 comentários:

Pat. disse...

Tu és magnífico. Sabes disso, né?
Cada palavra uma luva no coração...
Amei, amei, amei!

Um beijo e meu melhor abraço, poeta!

LuH disse...

Divino!
Vc é um poeta desvelador de almas!!

Amigo, também imagino estar de joelhos frente á Torre dos Sonhadores.
Dói somente, é penitencioso? Não, isso me faz viva! E a dor tb me faz parte, bem como a todo ser.

Em meio á dores, alegrias, esperanças, cá estou eu ajoelhada e atiro minhas sementes...algumas delas hão de vingar.
Quero como vc buscar sempre!

Abç

Crista disse...

\o/
Beijosss...

Simone MartinS2 disse...

Me lembrou das torres gemeas...triste mas muito intenso, adoro ler e tao somente ler...deixo para os especialistas a interpretação...apenas gosto de interagir na composição, com tuas escritas ainda me sinto perdida, es tao certinho, assimetrico nas linhas e entrelinhas...abraços

Magia da Inês disse...

°º✿
º° ✿Olá, amigo!
✿♥ ° ·.O que seria do mundo sem sonhos e sem poetas loucos?
°º✿
º° ✿✿♥ ° ·.Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil

Maresia disse...

Fui tranportada para uma terra de sonhos, um dia acreditei que seriam transformados em realidade...ingenuidade. Abri os olhos incrédulos era uma torre de de horrores.

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

Muito, muito bonito! Um poema cheio de luz.

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

LINDOS VERSOS VIAJEI EM TUAS PALAVRAS!
GRANDE BEIJO E BOM FIM DE SEMANA!

shan-Tinha disse...

às vezes os sonhos são nossos pesadelos e às vezes nosso refúgio! Parabéns profeta!
bj!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Estava passando quando avistei teu espaço, invadi, gostei e não resisti em apreciar este belo poema, com ênfase para a estrofe abaixo:

Entrei no Mar na procura do silêncio
Deixei-me levar por uma onda breve e fria
Vi criaturas passarem docemente
Uma parou, pareceu que ria…

Abraços e ótimo domingo pra ti e para os teus.

Furtado.

Eloah disse...

Somos todos loucos sonhadores, mas é isto que nos faz poetas!
Maravilhoso teu poema.Deu asas a minha imaginação.
Tenha um domingo florido para enfeitar tua alma de primavera.Forte abraço Eloah

Ange disse...

Bom dia poeta!
Acabo de ler um poema muito belo e delicado na página da nossa amiga Maria, então entro aqui para conhecer um pouco mais de suas letras.
Realmente um espaço admirável, textos bem construídos e um espaço de muito bom gosto. Parabéns!
Um bom domingo!
Lembranças.
Ange.

Aquarela disse...

As palavras escritas nunca mais se perdem Profeta!!! Não existe sortilégio algum que faça com que uma criança volte, nesta vida, ao ventre de sua mãe...podemos desistir de colher, mas nunca de continuar a semear... os nossos sonhos!

abraço do tamanho do mar

Maria disse...

Como sempre amigo, um poema inspirado e maravilhoso, que nos leva a divagar no mundo dos sonhos.
Bom domingo
Beijinhos
Maria

M. Nilza disse...

Olá!

Conheço bem essa torre! Muito bom!

Bom domingo é ótima semana pra vc
Beijos

.•°•. Nancy .•°•. disse...

*** J'aime beaucoup venir visiter ton blog ! :o) Merci et gros bisous !!!! :o) ***

Chellot disse...

"Entrei no Mar na procura do silêncio
Deixei-me levar por uma onda breve e fria
Vi criaturas passarem docemente
Uma parou, pareceu que ria…"

Deliciosamente lindo. Encanta-me suas poesias. Beijos doces.

Esplendor da Criação disse...

Olá.
Lindo demais seu poema! Acho que estou tbm nesta torre, é tão bom sonhar e estar aqui é um sonho. Bjs.

Nita disse...

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Um beijo da Nita. Hoje de bom dia. O meu tem sol. De Outono!

Coruja disse...

"Inward Revolution
Posted:
What is true can only be found from moment to moment, it is not a continuity, but the mind which wants to discover it, being itself the product of time, can only function in the field of time; therefore it is incapable of finding what is true.To know the mind, the mind must know itself, for there is no 'I' apart from the mind. There are no qualities separate from the mind, just as the qualities of the diamond are not separate from the diamond itself. To understand the mind you cannot interpret it according to somebody else's idea, but you must observe how your own total mind works. When you know the whole process of it,how it reasons, its desires, motives, ambitions, pursuits, its envy, greed and fear; then the mind can go beyond itself, and when it does there is the discovery of something totally new. That quality of newness gives an extraordinary passion, a tremendous enthusiasm which brings about a deep inward revolution: and it is this inward revolution which alone can transform the world not any political or economic system.
- J. Krishnamurti,
The Book of Life
http://www.jkrishnamurti.org/default.php"

celina vasques disse...

POETA : Meus aplausos!!! hoje mais que nunca estiveste inspirado, te achei um menino poeta...uma criança... fantasticamente, fantástico!!! beijos meus em tua alma linda! afagos na criança poeta que reside em ti!

helia disse...

Um Poema maravilhoso ! E porque o "sonho comanda a vida ", ajoelhemo-nos frente à Torre dos Sonhadores!

lua prateada disse...

Lindo grande poeta....
Bjito prateado para ti

SOL