domingo, 8 de janeiro de 2012

O NOME DA ROSA


O relógio marca o tempo que passou
Suas engrenagens são rodas de magia
Um alquimista tenta enganar o tempo
Um profeta arrocha no peito a nostalgia

Sonhei com uma criança de mão estendida
Vi em seus olhos mais falta de amor do que de pão
No acordar procurei desvendar esse sonho
Não consegui, talvez algo guardado no coração…

…Este coração
Esta força que há em mim guardada em meu peito
Esta chama incandescente
Este desajeitado ser imperfeito

Este homem que olha o amor envolto em bondade
Este fazedor de tempestades de saudade
Este caminhante sem cavalo ou espada
Esta espera pintada de serenidade

Esta maçã presa na garganta
A procura do pecado pela absolvição
Este mar negro sem fundo de esperança
Esta maré que renova a paixão

A maresia continua bonita na tempestade
Sinto que um dia voarei feito vento
Ainda sinto na mão a frieza dos brandais
Ainda sinto que no tempo farei tanto mais

Farei das palavras um universo de vida
Farei tocar todos os sinos da terra
Cavalgarei estrelas e aportarei planetas
Serei paladino em santa guerra

Vou mudar o curso do relógio
Retroceder até uma pequena e humilde casa
Ouvir uma meiga voz dizer, meu armando, meu amor
E lembrar por fim…Do Nome da Rosa

22 comentários:

Helen De Rose disse...

Sentimentos que fazem lembrar nomes, perfumes, canções e saudades inesquecíveis. Lindo de viver!

Terê. disse...

Destaque;Sonhei com uma criança de mão estendida
Vi em seus olhos mais falta de amor do que de pão
No acordar procurei desvendar esse sonho
Não consegui, talvez algo guardado no coração… lindo poema muito rico... bjus tere.

BlueShell disse...

DESCULPA,
HOJE ESTOU TRISTE:
Sempre defendi a liberdade de expressão, sempre defendi e acreditei que as pessoas podem ter as suas convicções sem ser incomodadas por isso…infelizmente vejo que não é assim. Por isso escrevi este post no meu outro Blog que é também do meu marido:
http://omocho.info
BlueShell/ Whiteball

Aquarela disse...

Retroceder ás nossas origens é quase sempre a melhor forma de nos (re)encontrarmos! O relógio marca o tempo que passou, o coração marca o tempo que ficou (em nós)!

abraço poeta!

Ingrid disse...

Profeta,
lembranças e sentires..
viver!..
beijos de um lindo 2012...

MisteriosaMente A.A.A. disse...

Em nós existe uma capacidade inata de sonhar. Sonhamos quando dormimos e sonhamos acordados. Existem tantas espécies de sonhos...e neles existe tanta magia!
Sonhos sentidos, equilibrados, doces, harmoniosos, vividos!...
Por vezes, bloqueamos esta nossa capacidade e tudo á nossa volta perde o brilho e se torna mais triste.
Devemos sonhar sim! e dar voz e vida aos nossos sonhos, pois eles fazem vibrar as cordas do nosso coração e abrem as janelas das nossas emoções, impulsionando-nos a lutar para os tornar realidade.

È sempre um prazer passar por este canto de encantos e emoções.

Beijo

MisteriosaMente A.A.A.

Paula Lourenço disse...

Olá Profeta, pesquisando na net encontrei o teu blog cheio de plena magia, também faço poesia...Se quiseres visitar o meu blog estou á tua espera, beijinhos de Lua
Paula Lourenço

Elzinha disse...

Belos versos, lindo poema!! Bom estar aqui.
Um beijo

Olinda Melo disse...

O nome da Rosa, faz ecoar na minha memória um outro tempo,um outro espaço, um outro género, prosa...Idade Média(Umberto Eco).
Aqui é puro Sentimento, um poema em que se adivinham também grandes ideais de cavalaria:
’Este caminhante sem cavalo ou espada’,
cavalgarei estrelas e aportarei planetas/Serei paladino em santa guerra’,
numa cruzada em prol do amor e da concórdia.
Que as tuas profecias se cumpram! Com este teu poema já mudaste o mundo e o próprio relógio do tempo.Basta apenas vir aqui e lê-lo…
Abraço.
Olinda

Angel disse...

um dia...sim...sempre um gosto ler-te...boa semana beijinhos..

BlueShell disse...

Eu explico: há aqui no "burgo" uns "reizinhos" que atacam quem se mostre ter uma opinião que não seja a deles: querem carneirinhos...mas nm eu, nem o meu marido, num outro nosso blog...deixamos de criticar o que entendemos que não está bem. È o nosso blog, a nossa opinião - ora....somos alvo de represálias já desde há longa data e ontem...passei-me! (não pactuo com atitudes salazarentas) Mas estou mais calma hoje...Há coisas tão mais importantes...


Ainda volto para ler e comentar o teu texto, até já.

Bela disse...

Poema tocante ... lindo de sentir.

Um ano cheio de inspiração é o que desejo para si.

Um beijo

Bela

BlueShell disse...

A criança que se foi um dia...o presente...aquele que é...e o futuro que se planeia...numa força que transbora para lá das palavras que dão forma ao poema...
Magnífico...
"Farei das palavras um universo de vida
Farei tocar todos os sinos da terra
Cavalgarei estrelas e aportarei planetas
Serei paladino em santa guerra..."

Um beijo!

Simone MartinS2 disse...

Boa tarde! "...quando eu crescer, quero ser igual a voce. Escrever belos poemas olhando o meu verdadeiro ser!"
Abraços...belo como sempre!

Angella Reis disse...

Maravilhoso poema! Obrigada por sua visita. É sempre um prazer recebê-lo.

Um abraço!

Rosangela Neri disse...

O nome da rosa é Rosangela.

Abraço carinhoso da Rô

dina vanessa mercado disse...

great blog!!!

visit my blog...!

http://voguelyvan.blogspot.com/

kisses!!!

Orvalho do Céu disse...

Olá,
Olhar o amor envolto de bondade... o mais necessário nos dias atuais...
Abraços fraternos de paz e alegria

Pristina disse...

Profeta,
pensei em calar-me ao final desta leitura... porém, uma criança jamais deveria precisar estender as mãos para alcançar seus sonhos. Isto nos faz pensar na profundidade de tuas palavras... Na criança que tudo pode, porém o tempo e a vida, castigam e reprimem os sonhos, moldando esses pequeninos em pedintes, seja do que for... Espero que a criança deste texto(seu sonho), seja agraciada, sim, com o nome de quem mora em teu coração. Para não mais precisar pedir nada, pois merece tudo de bom receber...

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Ler-te é adentara por dentro da tua alma...uma viagem por sentimentos insondáveis.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Labirinto de Emoções disse...

Todo o verdadeiro amor é feito de serenidade (embora a paixão não seja serena) e saudade, mas até mesmo a saudade boa doi...
Desliga o relógio...pára o tempo e fica nesse limbo morno, ouve o teu chamamento interior, esse te dira o caminho do coração..))

Um beijo e um sorriso

Jossara Bes disse...

Profeta!

A poesia é feita de sonhos, de saudades, de sentimentos!
Lindo poema!

Beijos!