quarta-feira, 17 de julho de 2013

O TEMPO DA ETERNIDADE


O amor é infinitamente mais resistente que o ódio
Encontrei Deus vestido de pássaro
Encontrei a vida vestida de sol intenso
E disse a um Anjo o que quero e penso

Gloriosa caminhada subindo ao infinito
Preparei as mãos para a ternura
Darei sempre a melhor água desta nascente
Serei a pedra ou água pura…?!

Sentei-me no mar
Fechei os olhos para uma sereia saudar
Fiz uma vénia a um golfinho saltador
E descortinei na espuma a palavra dor…

…Ou era amor…?
Que importa se me fecharam a porta
Enjaularam este coração
Que soltou breve uma esperança quase morta

Espadas cintilantes cortam o ar
Uma Mãe sem pensar molda o aconchegar
A maresia é suave véu, caminhada fria
Este verão do meu contentamento não pode parar

Marcharei à volta desta fogueira
Rasgarei palavras já gastas, canções esquecidas
Este tear tem fino linho unindo mil fios
Os meus sonhos lançados à terra escorrem para os rios

Afastei uma ramagem de nostalgia
Ardência dos corpos presos ao querer
A vida contada em horas de vertiginosa calmaria
Uma madrugada que abraça um novo dia

Não serei mais nas escarpas um lenhador furtivo
Não serei mais um filho da eterna saudade
Não serei mais um poeta vestido de dor
Deixarei apenas envolver-me…O tempo da Eternidade…

8 comentários:

Gracita disse...

Teu poema é magistral! O encadeamento dos versos nos acorrenta à sonoridade melódica de tuas palavras. Parabéns!
Hoje vim deixar meu abraço de afeto e carinho. Vou ausentar-me por alguns dias para descansar. Voltarei energizada. Meu coração se encherá de saudade mas esta pausa é necessária. Agradeço a sua visita ao meu recanto poético. Você o deixa iluminado com teu halo de luz. O teu carinho e a tua amizade são muito importantes para mim. Deixo beijokinhas com sabor de saudade recheadas com o carinho da minha amizade.
Gracita

Tété disse...

"O amor é infinitamente mais resistente que o ódio" - uma frase que deveria reger todo o universo e deveria ser a interiorização de todas as pessoas, para que a nossa passagem pela terra fosse feita de maior suavidade e menos turbulencia.
Um grande abraço. Não me esqueço, só que por vezes passo e não comento.
Um beijo
Teresa

Mik disse...

Senti a eternidade nas suas palavras ... "O amor é infinitamente mais resistente que o ódio", viva!!!

Marcela Melo disse...

Fico pensando em como consegue juntar o lirico com a graciosidade de um vocabulário perfeito. Me encanta ler poemas cultos que chega a ser uma sinfonia de tão harmônico.

http://mmelofazminhacabeca.blogspot.com.br/

MisteriosaMente A.A.A. disse...

Embarco ao sabor da corrente e deixo-me levar para terras distantes, onde numa ilha habita o dom da palavra vestido de sensibilidade. Chegada ao porto sentido, bebo cada palavra e degusto cada silaba. Cerro os olhos e...relembro pedaços retalhados do meu ceu... poemas inacabados, sonhos adiados... um saudoso lugar secreto que guardo na memória...

Obrigada, Poeta Profeta...

MisteriosaMente A.A.A.

@ngel disse...

Ola meu amigo.
Continuado a nos encantar, com tuas lindas palavras...
Desejo te um bom fim de semana.

Deixo o meu carinho.....4evergotik

Tayná disse...

Gosto destes teus versos...

Luadosul disse...

TAO LINDO E TAO PROFUNDO! PARABENS!