domingo, 8 de dezembro de 2013

IM0RTAL



É bom que se saiba
Não tenho um nó na garganta
Tenho o sabor da verdade no corpo todo
Tenho na mão as cores todas do Mundo

É bom que se saiba
Que há quem envergonhe as minhas canções
Quem me apontou punhais
Quem se afogou em contradições

Deitei-me dentro de mim
Sem vontade de recuperar o tempo, impossível
Tenho o silêncio preso ao céu-da-boca
Não se pode vomitar a palavra no vazio indiscritível

Às vezes invento coisas no meu coração amedrontado
Então o meu espirito alucinado cala-me
O meu corpo é terra que vejo passar por baixo do céu
É semente coberta por rasgado véu

Não precisam os desesperados
De subir as colinas rubras da paixão
À minha volta a luz nunca é suficiente
Tenho uma caixinha onde guardo a derradeira ilusão

Esta alma persistente de alegria
Como sorrio às vezes quando conto as aves felizes
Quando aceno ao desprender dos anjos magníficos
Ao soltar dos sonhos de despretensiosos petizes


É tão difícil percorrer estes dias insulares
Nunca temi repartir a mesa, o sabor do pão
Esta água girando sempre à volta da ilha
Vagas medonhas, nevoeiro, solidão

Nestas negras pedras dormem os séculos
O interior destas casas cheira a cal
A saudade das mãos cansadas do segurar meus filhos
Esta alma que não dorme nunca…Imortal…

10 comentários:

Labirinto de Emoções disse...

Profeta...
Prende-me a frase..."A saudade das mãos cansadas do segurar meus filhos"...
Mas era um cansaço tão bom que deixa saudade!
Gosto sempre de o ler e hoje não foi diferente..:-)
Um beijo e Festas Felizes

Lidia Ferreira disse...


Deitei-me dentro de mim
Sem vontade de recuperar o tempo, impossível
Tenho o silêncio preso ao céu-da-boca
Não se pode vomitar a palavra no vazio indiscritível

Amei o poema , mas essa parte e que mais me tocou!

Ola estive fora do ar , mas estou de volta , espero que ainda se lembre de mim ?
bjs

Kátia disse...

É bom que tu saibas...Que continuo gostando de seu cantinho e de seus poemas!Obrigada sempre!
:-)

Vento disse...

Profeta
que o teu Natal seja muito Feliz
em paz e amor.

beijo.

Maria Rodrigues disse...

Profeta como sempre um poema pleno de sentimento e que enche de magia os nossos corações, muito obrigado.
Que a Paz, Harmonia, Saúde e Amor estejam hoje e sempre presentes na sua vida. Um NATAL muito FELIZ .
Beijinhos
Maria

Kátia disse...

Feliz Natal!!!
Muita saúde para que possas sempre partilhar coisas boas conosco.

Um beijo!

Malu Silva disse...

Que o ANO NOVO que está quase chegando seja repleto de grandes realizações.
No mais, muita PAZ, SAÚDE e HARMONIA!!!
Abraços

Paulo Vasco Pereira disse...

Um pouco de nós quando nas duras lutas quotidianas resultantes de um facada da vida, sem qualquer penalização ou condenação.

Boas festas!

Rosi Alves disse...

Oi andei muito tempo sumida pois perdi a senha e o correio eletrônico do meu blogue. Aproveitando minhas férias retorno com esse novo blogue. Beijos
http://poesiaemflorrosialves.blogspot.com.br/

António Jesus Batalha disse...

Estive a ler e a ver não só esta postagem mas uma parte de seu blog,e gostei, dou-lhe os parabéns pelo blog por seu trabalho e obrigado por partilhar.
Ficarei muito feliz se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais,
decerto que vou seguir também o seu blog.
Deixo as minhas cordiais saudações, e muita paz.
Sou António Batalha.