sexta-feira, 4 de abril de 2014

JE SUIS MALADE


Um poeta disfarçado pelos espelhos
No esquecimento do Mar brincando
Na era, do nosso murmúrio, surdo das árvores
Contamos luzes atormentadas, amando...

Estou fatigado...
Na obscuridade de um gemido de mãos cansadas
Enquanto o vento as violenta com desejo surdo de ti
Sentado na pedra molhada, contei luzes atormentadas, morri

Minha alma estará sempre aberta ao raiar da aurora
Éramos, somos, seremos a consciência do amanhecer
E riamos desalmadamente na madrugada extensa
Acreditando na misteriosofia do morrer sem viver

E num vazio tão profundo como a caricia serena
Que nos separa do abraço, da solidão
Já não sei se ouvi palavras ou passos súbitos
Ou terá sido teu terno coração...?

Não recordarei personagens longínquas e cruéis
Como pássaro de silêncio as riscarei do peito
Há entre ti e mim um pacto na penumbra
Há entre mim e Deus uma promessa de espera

Disfarçado de inquietude surgiu o desgosto a poente
Estes olhos manietaram-se junto à sombra, revolta
Não consigo rebentar com os corredores esquecidos da memória
Há coisas tão importantes neste poema, tanta história

Estou cansado...!
De construir um ruído mudo de silêncio
Por maldições meu corpo será, pão, fogo, fome ou mar
Ou serei a parte errada da palavra amar...!?

Sou poeta porque descobri a razão inexplicável de estar aqui
E aqui cheguei num barco de nome saudade
Prostrado no desejo da pedra e conhecimento da espera
De tanta dor...Je suis Malade...

5 comentários:

Rita Freitas disse...

E assim canta o poeta :)

Muito bom!

bjs

Tita Bica disse...

Não sei porquê os teus poemas dizem-me sempre qualquer coisa. Como se falassem comigo.

chocolate disse...

E num vazio tão profundo como a caricia serena
Que nos separa do abraço, da solidão
Já não sei se ouvi palavras ou passos súbitos
Ou terá sido teu terno coração...?

Procurei uma frase para aqui deixar o meu comentário mas, de todas, a que melhor me expressa, resume-se a uma única, mas enorme, palavra: ENCANTO!

Olinda Melo disse...


Belo poema, caro Profeta.
Que a promessa de espera se transforme em esperança.

Abraço

Olinda

Anónimo disse...

hello there and thank you for your information – I have certainly picked up anything new from right here.

I did however expertise several technical points using this site,
as I experienced to reload the web site
many times previous to I could get it to load correctly.
I had been wondering if your web hosting is OK? Not that I'm complaining, but slow loading instances times
will sometimes affect your placement in google and could damage your
high-quality score if ads and marketing with Adwords.

Anyway I am adding this RSS to my e-mail and could look out for a
lot more of your respective intriguing content.
Ensure that you update this again very soon.

My page download videos from youtube