segunda-feira, 18 de agosto de 2014

PARA TI



Roubei uma caixinha de palavras
De uma loja mágica de brinquedos
Com elas escrevi o que senti
Este poema cheio das mais belas cores para Ti

Sabes?! Gostei tanto de uns sapatos
Que comprei pares para o resto da vida
Comprei todos os chapéus bizarros que encontrei
E com um deles, não sei qual, um dia, amei

Sabes?! Quando as bolas saltam sozinhas
Os brinquedos despertam no sono das crianças
Quando deixar esta ilha sentirei falta das pedras
Quando um dia souber voar espalharei nos teus olhos esperanças

Nunca serei apenas mais um Homem
Pinto, canto, faço magia, encanto
Olá vida sou uma criança grande
Até já almocei com um urso de chapéu amarelo, um espanto

Já li um livro que escondia as palavras aos descrentes
Já habitei a terra dos sonhos prováveis
Deu-me um chapéu branco um chapeleiro feliz
Envaidecido, rodopiei e sorri como um petiz

Também conheci alguns habitantes da terra do faz-de-conta
Às vezes acho que posso mudar o mundo com o pensamento
Às vezes fico assim, sinto-me pateta
Porque as bolas coloridas saltam sozinhas no querer do Poeta

Sabes , meu amor...
Vou deixar-te em testamento quando partir
Lavrarei numa singela folha de papel e farei um avião
O tempo que não mereci em Ti

Há quem mande flores, cartões
Eu, mando-te palavras
És como uma coisa grande, refletindo outra maior
És a sonoridade feliz da palavra amor

Queria que te enchesse o meu gostar
Um dia alguém perguntou:
Onde vais buscar tanta palavra?
Respondi: multipliquei pela primeira que me disse minha Mãe quando nasci

Uma vez pedi a uma gaivota, não vá
Faço-te uma proposta
Dou-te um real que ganhei com a dor
Dá-me o teu amor

Gostava que não acreditasses nem em mim nem no impossível
Joga comigo, apenas um jogo, de vida e sorri
Sente o querer da alma deste fazedor de sonhos
Porque escrevi...PARA TI...

4 comentários:

Vento disse...

delicioso, Poeta.

Kátia disse...

Que lindo! Tocou-me profundamente e...chorei.

Um beijo!

Anónimo disse...


Obrigada.

https://www.youtube.com/watch?v=Hm46th-UsRE

Geo disse...

As vezes gostaria que as pessoas pudessem entrar em meus pensamentos e sentir meus sentimentos, pois tenho dentro de mim um mundo tão grande e, as vezes, meus olhos conseguem absorver a beleza do mundo, meu corpo absorver o calor do sol e levanto o rosto e... sinto-me feliz. Neste instante queria poder distribuir a um ou a tantos tudo que sinto, pois é tão belo e puro, queria que ele(s) pudessem se sentir felizes também... O poeta consegue mostrar esse mundo, por isso é tão especial, porém, nem sempre o percebem ou o percebem como é... um sonhador de mundos... um ser humano profundo. Espero, sinceramente, que percebam a beleza da leveza de suas palavras, em gestos simples e infantis, um amor despretensioso, feliz!
Senti falta de vir aqui... mas espero voltar mais, que bom que ao longo desses anos ainda está aqui.
Beijo
Geo