sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

A LUCIDEZ DOS ESPELHOS


Uma luz azul
Pinta de saudade o verde da ilha
Desenhando sonhos interrompidos
Vi-te no passar, no sorrir do despontar do dia

Pousei solenemente os olhos em ti
Este dia no encontro dos desencontrados
Todos os dias provo ao mundo a minha razão de ser
Todos os dias cerro os olhos para com a alma te ver

Pois é
Já dei tantos passos à volta da alma
Já ensaiei mil palavras para te dizer
Já percorri mil caminhos só para te ver

Sabes?!
É possível construir uma casa, habitar o tempo, sorrir
Seguir os pássaros na rota do sol
Ficar sem desenhar o partir

Vem, imagina-te no centro da verdade
Trás o perfume de outras eras
Dos dias felizes em que fomos tanto
Quebra esta pedra do cais das 7 esperas

Vem, cobre-te de nevoas e de flores
Veste-te de céu azul e verdes prados
E sorri, no silêncio possível do reencontro
Deixa-te cair nua e leve num retrato mágico, breve

Mas vem, anjo das transparências
Deixa que o vento componha teus caracóis
Vem, trás o murmúrio da noite no encontro da madrugada
Trás um abraço, mais nada

Vem sem perguntares pelo amanhã
Sem julgares os dias escuros
Vem apenas, como espuma inquieta do mar
Vem apenas sentir, amar

Diz-me coisas sobre as árvores
Vem sem nunca mais afastares o sonho dos olhos
Vem, para te poder falar deste poeta sincero
Que se retrata na...Lucidez dos Espelhos

13 comentários:

Cristina Sousa disse...

... Vem sem nunca mais afastares o sonho dos olhos
Vem, para te poder falar deste poeta sincero
Que se retrata na...Lucidez dos Espelhos

Brutal...

Um beijo doce

Pensamentos Com Asas disse...

Muito lindo seus poemas profeta! Não tenho palavras para descrever a bela de sua escrita... Parabéns!!!

Te desejo um lindo dia. Beijos♥

bea disse...

Bom, parece ser um poeta do amor sem descanso. Hélas. Mas olhe que tudo na vida esmorece. Talvez que em algumas poucas pessoas o sonho se mantenha. Mas nem esse é inalterável:)

Porue a grafia importa:

"Vem, imagina-te no centro da verdade
Traz o perfume de outras eras"

PS: a música é bonita. Tem um nome? devo ter um complexo pastoril, sabe-me a flauta.

Célia Rangel disse...

Maravilhoso também mais esse seu poema!
..."Vem sem perguntares pelo amanhã
Sem julgares os dias escuros
Vem apenas, como espuma inquieta do mar
Vem apenas sentir, amar"...
Abraço.

Labirinto de Emoções disse...

Olá profeta
Podia escrever um extenso comentário, mas depois de ler cada poema teu, tenho apenas uma palavra para escrever...AMEI.
Um beijinho grande e bom fim de semana
Teresa

Ambra disse...

Stupenda e insolita l'immagine che hai postato. Ciao e buona serata.

ELANE, Mulher de fases! disse...

Que saudade daqui,lindas palavras, deslumbrante realçar da alma!!!Abraçãoo

helia disse...

Mais um maravilhoso Poema , como são todos os que tem publicado neste espaço !

Poções de Arte disse...

Acho incrível como vocês poetas têm o dom de colocar sentimentos em palavras.
Belíssimo, parabéns!
Abração e linda quarta.

Evanir disse...

Um Dia Me Deixastes Esse Comentário.

O Profeta disse... Um barco parado no cais de espera Amarras soltas do frio ferro Uma gaivota adormeceu sem penas Uma criança chora no meio do aterro Cheio de penas amarro a alma Uma saudade arrocha meu peito Sou um caçador de nuvens breves Um romântico sem ponta de jeito Um barco de papel perdido do norte Roseira plantada num campo de pedras nuas Uma casa perdida da sua cidade Um labirinto feito de mil e muitas ruas Doce beijo 22 DE AGOSTO DE 2011 07:
Como esquecer um ser humano tão gentil e especial.
Carinhosamente .
Eu irei postar um poema do seu blog.
Desde já obrigada por vc existir.
Beijos..Evanir.

Cidália Ferreira disse...

Muito bonito, mesmo! Amei, gostei do espaço.

Beijo e uma excelente quinta-feira.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Evanir disse...

Já postado um dos mais belos poemas que pude ler no seu blog,
que tocou profundamente meu coração.
Espero de coração que novas pessoa possa vir te conhecer
se é que é possível faltar aluguem.
um carinhoso abraço.
feliz final de semana.
Evanir.

Paulo César Siga disse...

Desculpa , mas tenho que comentar . -> esmorece¿?
esmorece por sofrimento, por falta de correspondência , mas nunca desaparece . As palavras são mais fortes que as pessoas e têm que ser escritas. Terão decerto vários significados diferentes para cada leitor. Mas é algo que quem quer escrever não controla e vai escrever. Mas nunca saberemos o que passa de verdade dentro de cada cabeça .
Resumindo , so mesmo para dizer:
-Não esmorece 😉