sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

MENINA DOS CARACÓIS


Sol brilhante
Um milagre
Uma poesia imaculada
Apenas a verdade

Em ti destruí barracas inseguras
Em ti admirei palácios
Em ti encontrei paz nesta minha inquieta alma
Confiei na ternura dos teus abraços

Caminho entre a frieza dos homens
Em mim um choro que não se ouve
Não me perguntem porque amo
Porque em cada oração o teu nome chamo

Não tenho muito lugar
Visto uma camisa maldita de esperanças
Venham comigo e entendam-me
“O amor tem sobre si mil lanças”

Pois é Menina do Mar
Talvez seja madeira crua por pintar
Rasga a tua revolta, entende a palavra
Ama, como o Sal do mar, como o sol ao chegar...

...À terra
As tuas mãos plantando vidas na varanda
Quantas são as noites sem lua
Quantas vezes cruzei a tua rua

Sabes...?!
Fundi-me com o orvalho das manhãs
E descobri nas palavras que explorei no silêncio
A explicação das coisas

Descobri que o amor pode ser eterno
Que o perdão sentido não é palavra vã
Que ser homem, é cair, errar, levantar
Que o teu nome faz parte do verbo amar

Na esperança
Tudo é o fim do principio
Não discuto, Deus fez a terra
E este amor que a minha alma encerra

Fez de mim este homem
Que pediu um milagre, apenas um
Que inventa a vida, um mundo de sete Sóis

Onde habitas... Menina dos Caracóis...

9 comentários:

Rita Sperchi disse...

Que lindo um poema cheio de encantos
e por onde andará a Menina dos Caracóis
Belas palavras, eixo meu abraço de bom
final de semana
Bj
Rita

Cidália Oliveira disse...

Oh... tenho andado tão distraída destes teus escritos...
Sol, amor, mar, caracóis... como o mar dança por aí ☺

Beijinho da Ci

bea disse...

É um lugar comum dizê-lo, mas gostei do poema à menina dos caracóis:). E´mesmo é lindo.

oteudoceolhar disse...

E assim continua o Poeta a professar, palavras que nos deixam levar...
Continua também o bom gosto musical ...
Beijo n´oteudoceolhar *

Delfim Peixoto disse...

Simplesmente Belo! Amei de verdade. Poesia pura. Abraço.

Marineide Dan Ribeiro disse...

Que linda esta sua Menina dos Caracóis!
Lindos versos permeados de sonhos, devaneios e muita imaginação!

Kátia disse...

Vim deixar-te um beijinho inspirado em seus belíssimos versos.
Boa semana!

luar perdido disse...

A menina dos caracóis está nas asas da poesia. Na borboleta que volita em torno de uma hortênsia, no voo alto do milhafre e no requebrar das águas profundas e misteriosas que rodeiam esse teu castelo de lava.
Ela está em cada verso que o teu coração canta, em cada oração murmurada e em cada lágrima derramada. A menina dos caracóis está em raio de sol e em cada lua prateada que sobre o teu leito se debruça...
Lindo como sempre.
Beijos de luar

ELANE, Mulher de fases! disse...

Divino!