sábado, 19 de fevereiro de 2011

ORGULHO E PRECONCEITO


Continua a chover no mar
Água na água, sentimento molhado
O Sol que desponta com a manhã
Tráz nos seus raios um luminoso segredo

As camélias brotam em formosura
Um milhafre tomou de assalto o meu olhar
A saudade saltou nas penas de um atrevido pardal
Senti o meu ir na procura do voltar

Não quero sentir o sentir de mais ninguém
Às vezes a dor de alguns é lança afiada
Que me trespassa o peito em agonia
Às vezes fico parado no mundo do nada

Às vezes sou o maior de cá e arredores
Cavaleiro de espada e escudo de lata
Demiurgo de uma história incompleta
Um jogador que perde ou empata

Às vezes dói ouvir a dor
Lavada por lágrimas de água pura
Às vezes morre um anjo na terra
E nasce mais um canteiro de ternura

Ouvi uma voz ontem cantar a despedida
O anúncio de uma fatal partida
Julguei uma voz dar amor em singela canção
Numa emoção tão grande e incontida

Fechei os olhos e ouvi com a alma
Senti um coração bater docemente
Não há raiva no caminho do amor
Uma Mãe partirá suavemente

Um estalo marcará a saída
A confusão é sempre a mesma na passagem
Na espera os anjos têm rosto
Conheço tão bem o percurso desta viagem

Conheço este livro dos sete destinos
Li cada página que me passou ao olhar
Prendi cada gota de orvalho que cai
É mais um sonho solto do reino do sonhar

E sigo adiante nas asas do querer
Rasgo a amargura que me assaltou hoje o peito
Varro da minha cabeça esta tempestade de sentires
Quedo-me neste...Orgulho e Preconceito...

18 comentários:

viajantes disse...

Belo poema Profeta!
Um abraço,

Hugo de Oliveira disse...

Fascinante sua poesia.
abraços
de luz e paz

Eugenia disse...

Boa noite Profeta!
Seu poema é instigante e profundo, quando os leio embarco nos meus sonhos mais lindos. e posso acreditar que o amor realmente existe, independente e livre como tudo deve ser...
Um grande beijo

Caterina disse...

Caro Profeta,é sempre una festa per l'anima leggere i tuoi versi, i tuoi sentimenti veri e profondi. Il buon Dio ti benedica.
Un bacione

Ingrid disse...

querido Profeta,
tão bom te ller,passar e por aqui ficar um tempo..
versos de inttensidade tua..de encantar..
beijo e bom Domingo

Sonia Pallone disse...

Gosto de estar aqui, te ler é fazer um carinho pro meu coração. Bjs querido Profeta.

Liene disse...

Enquanto houver chuva e mar haverá sempre o bem querer...

Linda semana para você!

Um beijo no seu coração

Chellot disse...

Um Orgulho e Preconceito sem igual.

"Às vezes fico parado no mundo do nada"

Perigoso ficar parado no nada. Vai que seja sugado e não mais retorne ao mundo do tudo.

Lindo mesmo.

Beijos doces.

SILVIA disse...

bello poema, me encantó...
Un abrazo!!!

Cecília disse...

Belíssimo poema!!!!

Tenha uma ótima semana!
Beijinhos...

Vanuza Pantaleão disse...

"E sigo adiante nas asas do querer..."
Quem faria versos melhores?
Beijos

Carissinha disse...

Quando vi o nomo Orgulho e Preconceito imaginei que teria a ver com o livro da Jane Austen, mas foi uma bela surpresa dar de cara com um poema tão bonito e de tanto bom gosto.

Aquarela disse...

Continua a chover na minha alma
Lágrimas de saudade laminadas
Pelas amoladas lâminas do tempo……..
Onde está o meu sol?
O sol dos meus segredos?
Em que fim de tarde o perdi?
Porque choro o sentir de quem chora aqui?
As flores das quimeras brancas
Florescem sobre o mar,
Vulneráveis… efémeras criaturas,
Efémera beleza de raizes profundas
Vestida de ausencia leve
para flutuar……………..
O ponto de chegada
é o seu voltar…
para ouvir com a alma
a alma que nasceu para
Amar.

Mirla disse...

Regressei :)

Vejo que pouca coisa mudou por aqui... Há muito que não te visitava! Tanto me lembrei das nossas "demandas" e canções na leitura dos teus poemas!

Beijinho grande

S L Sousa Mendes disse...

"Não quero sentir o sentir de mais ninguém
Às vezes a dor de alguns é lança afiada
Que me trespassa o peito em agonia
Às vezes fico parado no mundo do nada"
"Às vezes dói ouvir a dor
Lavada por lágrimas de água pura"(?!)
"Fechei os olhos e ouvi com a alma
Senti um coração bater docemente"
"Conheço este livro dos sete destinos
Li cada página que me passou ao olhar
Prendi cada gota de orvalho que cai
É mais um sonho solto do reino do sonhar"
"E sigo adiante nas asas do querer
Rasgo a amargura que me assaltou hoje o peito
Varro da minha cabeça esta tempestade de sentires
Quedo-me neste...Orgulho e Preconceito..."......
Lindo Poema, Profeta!
Curiosamente revejo-me nele!...
Em todos nós habita este...."Orgulho e Preconceito"....
E quão belo é poder reparti-lo com ALGUÉM.... e que nossas lágrimas sejam sorvidas por ALGUÉM...
Beijo sofrido...as, beijo terno!...

S L Sousa Mendes disse...

Correcção:
Onde está:
Beijo sofrido...as, beijo terno!...

Leia-se:

Beijo sofrido...mas, beijo terno!...

Aquarela disse...

Gritei ao mar …
Em tom de súplica,
Em noite escura,
Pedi brandura
Num mar de Outono
De azul verdura.
Deu-me o seu sal,
Aguas nubladas,
Olhos salgados,
Ondas enormes,
Braços cansados.

Serenidade disse...

"Às vezes a dor de alguns é lança afiada"... e como o é