segunda-feira, 18 de abril de 2011

ALIANÇA


Ontem senti a ressurreição de um sorriso
Senti uma suave brisa a falar docemente
Construí um abrigo no deserto da emoção
Encontrei na areia duas gotas de agua dormente

Eram lágrimas soltas dos olhos de uma criatura pura
Por momentos fechou-se a alegria na Terra
Contei sete pedras no meio das ondas
E fechei os olhos, imaginei-te Anjo em suave espera

Os vales são as ruas de um deus
Mãos de seda percorreram o espaço
Soltaram-se as raízes do bem
Num único e sentido abraço

Como um caminho coberto de azul
A terra prendeu-me um sonho sonhado
No julgamento dos meus fracassos
Venci tempestades com este vento de braço dado

Embriaguei-me na minha solidão
Vi nos teus olhos a fragilidade da espuma
Subi com o olhar o voo dos pássaros
Perdi-me na procura da paixão no meio da bruma

A tua beleza mora no feliz pensamento
Palavras que irromperam aos ouvidos, tantas
Escolhi algumas numa oração e lancei-as ao mar
As ondas trouxeram-me verdades tamanhas

Um grito brotou da alma
Em surdina alcançou-me a alma
A dor verteu diamantes de sal
Plena és em doce chama

Já tinha proibido a fé de entrar em meu peito
Porque selaste a tua alma à ternura?
És o pio de ave na procura do ninho
Um ribeiro de sentires da água mais pura

Que distância pode alcançar a verdade?
Pelos dias das minhas noites de magia
Pela alma de duas criaturas vibra a luz
Que se perpetua para lá do dia

E no encontro do coração na sua manhã
Segui o curso de um errante espírito na esperança
Fechei os olhos e a alma às palavras
Neste silêncio firmei uma...Aliança...

30 comentários:

Aquarela disse...

são orações lançadas ao mar... estas palavras... que falam de esperança!

profundo e belo este poema!

Alice disse...

Como sempre, é emocionante estar aqui !
bjoooo

isa disse...

Meu Amigo e querido Poeta,recolho-me
nos teus Versos,na tua Música,para
fugir da trovoada que atordoa a minha Lisboa!
Trovoada em sentido denotativo e
conotativo tb.
O 1º sei se está longe ou perto...
O 2º nem faço ideia!
Feliz Páscoa.
Doce
Beijo.
isa.

Maresia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maresia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maresia disse...

"Fixar a vida em tornode uma ideia, de um sentimento, como é difícil! À unidade que nos pré-existe a cada um, à unidade de sermos, a vida imediata, quotidiana, é uma selva de caminhos, de veredas, de confusa vegetação. Tão fácil perdermo-nos!O mais grave, porém, é que na sua rede muitas vezes não sentimos que nos perdemos. Cada caminho impõe-se-nos na sua presença imediata. Um caminho é «o» caminho em cada instante que passa." Vergílio Ferreira
Entre aquilo que eu era e aquilo que sou perdi-me.
Beijo

Confissões de uma borboleta disse...

O amor de Eros e Psiquê...
O amor das incertezas e sonhos.
Muito lindo.
Beijos

Sopro Vida Sem Margens disse...

Belíssimo..senti-me um grãozinho de areia percorrendo a raiz duma brisa (in)explicável!

Um Beijinho
da
Assiria

Emoções disse...

Segredo dos Poetas

O que são os poetas?
Quem poderá me responder?
Dizem que eles vieram do céu
Numa cauda de cometa
Esses seres que outrora foram estrelas
E aqui na Terra são vistos como loucos,
Banais como tantos outros
Mas o que ninguém sabe
E que ninguém nunca irá saber
É que os poetas são seres transcendentes
De uma capacidade inigualável
De se colocar no lugar de qualquer ser

Emoções disse...

Segredo dos Poetas

O que são os poetas?
Quem poderá me responder?
Dizem que eles vieram do céu
Numa cauda de cometa
Esses seres que outrora foram estrelas
E aqui na Terra são vistos como loucos,
Banais como tantos outros
Mas o que ninguém sabe
E que ninguém nunca irá saber
É que os poetas são seres transcendentes
De uma capacidade inigualável
De se colocar no lugar de qualquer ser

Chriis * disse...

Adorei o texto.! *-*
Mais uma vez lindas palavras.!

Maria Dias disse...

"Venci tempestade com este vento de braço dado"
sem a aliança não se chega a lugar nenhum...Precisamos dela para vencer a guerra de todo dia.

Beijos e uma ótima semana

Maria

S L Sousa Mendes disse...

A melancolia...o aroma a velas de cera ardendo, misturado com o odor místico do incenso invadiram o "abrigo no deserto da emoção"... O incenso representando este misterioso e milagroso «sopro de vida», ou, quiçá o espírito...
Não há maneira de fechar as portas à esperança.... Teimosamente a felicidade, a sensibilidade, o sentir... quebram as solidões...
rompem silêncios de alma e ...firma-se uma preciosa... Aliança...
Maravilhoso e sentido "ribeiro de sentires da água mais pura", neste belíssimo e "suculento" poema...
Bem-hajas, querido Profeta! xxx

Ingrid disse...

silenciso e verdades são bálsamos nos teus versos..
sempre ficar por aqui um tempo..
beijos

Chellot disse...

"Como um caminho coberto de azul
A terra prendeu-me um sonho sonhado
No julgamento dos meus fracassos
Venci tempestades com este vento de braço dado"

Vencer tempestades, firmar alianças,encontrar gotas de água dormente. Sublimes sentires que fazem de sua poesia um encanto. Gostei muito.

Feliz Páscoa (daqui do Brasil) e beijos doces.

gaivota disse...

numa aliança de palavras lindas!
uma santa e feliz páscoa para toda a família
beijinhos

Sueli disse...

Profeta, tu me fazes lembrar de um Rei... Meu Rei!

Sopro Vida Sem Margens disse...

...passei de novo para desejar ..

Uma Páscoa Feliz!

Um Beijinho
da
Assiria

Natural.Origin disse...

Aliança...

Estás neste Blogue como um dos Amplificados, espero que passes por lá, e que deixes a tua "Marca".

http://osamplificados.blogspot.com/

:)

david santos disse...

Fantástico! Parabéns!

TITA disse...

Das alianças mais belas que conheci.Perigosamente bela esta tua ressurreição.Abraço.

Susana disse...

Saudade de vc; bjo carinhoso!

claudete disse...

"O Mar é Deus e o Barco sou Eu". Se somos o espelho estamos em simbiose com o Mar. O Amor , a crença na Fé incontida do nosso querer e do nosso buscar estabelece esta rica e profícua "Aliança" entre o homem e sua metade ,dar-se a vibração , encontra-se a "luz" da Vida. Amei seus versos , Profeta!

Joice Worm disse...

Vim para beijar suas mãos...

Malu disse...

Adoro ler estes belos poemas sempre com suaves e edificantes palavras...
Abraços, meu amigo!!!

Aquarela disse...

O tempo já não soma
O espaço não existe
Não importa em que cais irei sair
Na viagem dos pensamentos,
Sei apenas que vou
Por onde eles querem ir...

Juliana Sphynx disse...

Estou de volta te seguindo!!
=D

Bom final de semana!!
=)

Mar disse...

Do que fui, o que sou e o que serei...
No amor, na dor ou no prazer
sente, externa e vive a emoção
de ser a escolha certa, sendo o certo que for neste momento...

Partilhamos mesma imgem:
http://tintadotinteiro.blogspot.com/2011/04/eros-e-morte.html

Abraços desta Mari

Maria Dias disse...

Oi querido...

Você está ausente(está tudo bem?)me acostumei a ler tuas belas poesias semanais.Manda notícias!

Espero que estejas bem.

Maria Dias

Maria Dias disse...

Ah...Queria deixar uma sugestão para seu blog...É que quando abre comentário a música de fundo some porque outra página se abre,então porque nao colocar os comentários na forma daquelas janelas que continuam na própria página?Assim continuamos a ouvir a bela canção e não saimos do clima da sua poesia.É somente uma sugestão.