quarta-feira, 6 de abril de 2011

O PALHAÇO


Olá mininos e mininas, pais...
Senhoras e Sinhores vai começar a função
Este é o palhaço poeta
Que faz tudo o que não quer o coração

Vejam! Faço magia!
Com esta caixinha de simples cartão
Não se iludam, nem pombas ou coelhos
Não há truque...perdão!?

E então?! Que emoção
Encontrei algo aqui neste bolso esquecido e roto
Espera aí o que é isto meus senhores?!
Ah...! É uma pedra mágica que pensei ter dado em mar revolto

E vou cantar uma adivinha
Vou desenhar uma ideia minha
Vou inventar uma musica em surdina
Vou dançar sem bailarina

Vou fazer três pinotes
E enganar a gravidade
Equilibrar um prato sem partir
Vou servir nele pão e saudade

Uma trompete, um trombone
Um serrote que chora as notas
Sapatos fora da medida
Encarnados e de solas rotas

Mas ainda nada fiz de palhaçada!?
Pare os protestos minha senhora!
Segure esta rosa encarnada na mão
Espere...espere, não se vá embora!

Foi-se embora...
As mulheres adoram virar as costas
Dizem que amam eternamente num dia
Até juram isso de mãos postas

Estava a brincar!
Credo ninguém ri, era uma piada cheia de gosto
Muito bem foram-se todos embora
Aqui ficarei firme até ao Sol-posto

E vou brincar com esta vida
Daquilo que fiz, vou fazer...ou faço
Pinto a cara para ninguém saber quem sou
Meu nome...O Palhaço...

39 comentários:

Amapola disse...

Boa noite, querido amigo profeta.

Muito obrigada pela honra da sua visita.

Ao ler tudo, me senti sentada na cadeira da frente, vendo no palco, um palhaço poeta, declamando de forma singular, esse lindo poema.
Você é mágico... Você me transportou!

Um grande abraço.
Tenha uma linda noite de paz e amor.

Sonia Pallone disse...

A poesia cabe em qualquer lugar, inclusive no sorriso (triste) do palhaço! Beijos

S L Sousa Mendes disse...

Que belo, querido Palhaço Poeta!...
Como me fez bem ouvir este Palhaço que serve, no prato malabarista, pão e saudade...
Ainda saboreio os sons da música por ti inventada! O serrote chora as notas, na companhia de trompete e trombone, teimosamente.... para abafar o meu choro...
Queria eu virar as costas, neste teatro da vida, mas... Mas, também eu... "Vou brincar com esta vida
Daquilo que fiz, vou fazer...ou faço
Pinto a cara para ninguém saber quem sou..."
A alegria pinta a tristeza, angústia e dor...
Oh, Profeta/Poeta/Palhaço.... Como sempre, primorosamente, descreveste a Vida... enriquecendo a descrição com alegorias, direi eu, que conseguem arrancar esboços de sorriso às noites mais negras...
E, ainda inebriada pelos poderes deste "Palhaço Poeta", levitando magicamente.... sopro para o teu coração um beijo carregado de magia...

Maria Dias disse...

O palhaço tem sorte, pois pode chorar por dentro com sorriso estampado no rosto...Previlégios de poucos!

Beijos

Maria

Adriana H. Tavares disse...

Palhaço/poeta:
Que a luz de teus versos nunca se acabe numa rima, que as líricas palavras ecoem melodicamente em nosso passar de dias, e que a divina criação se lembre todo dia de te abençoar com poesia...
OBRIGADA PELO CARINHO E PELA VISITA
chabebevirtual.blogspot.com
crocofone.blogspot.com

Borboleteando disse...

Ahh!!!
Lindoo Poeta...
Muito obrigada pelo carinho!!
Beijos

Helô Müller disse...

Adorei o conjunto da obra!! Bela imagem e belíssima poesia... Sensibilidade pra dar e vender! Parabéns e obrigada pelo carinho deixado "No rastro dos astros", adorei!!
Bj
Helô

Verinha disse...

Profeta.. vim para lhe agradecer o carinho de sua visita ao meu cantinho, brindando-me com aquele lindo poema!.. E olhando aqui pude perceber que é possuidor de dom maravilhoso.. que é o de fazer uso das palavras de forma tão encantadora, dando origem a belíssimas poesias. Parabéns!

Uma beijoca em seu coração..
Verinha

Eliete disse...

Nossa que poesia mais linda, você realmente é um grande poeta. Quando eu crescer quero ser como você. beijos e obrigada por enriquecer meu blog.

Charlotte disse...

Bom dia, Profeta!

O que seria de nós se não brincássemos com a vida...

Obrigada pela visita:)
Bjs

Pelos caminhos da vida. disse...

Tu és sensível amigo, lindo poema...

Obrigado pela sua companhia.

beijooo.

Vivian disse...

Bom dia, Profeta!!

Belíssima poesia!!Intensa sensibilidade e graça!!
*Obrigada pela visita, e pelo trecho da poesia!
Seja sempre Bem-Vindo!
Beijos pra ti!

ASTROTERAPIA JUNGUIANA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isa disse...

Só mesmo um Sorriso,um Poema,um Amigo para me arrancar desta sensação de que fizeram de mim palhaço...
Mas o teu Palhaço ajuda-me a esquecer...
Doce
Beijo.
isa.

Sopro Vida Sem Margens disse...

..Vede! !!!
Sinhores e Sinhoras, Mininos e Mininas,
o palhaço poeta … o profeta!
... vivalma que faz rir o sol,
na mais bela heráldica flor de seu condão..

Eita! ecco homme magia!



Veja!!!
Veja, Vossa senhoria a folha tombada da cartola, que voou p'ra sua estola!

Ah... pombos, lenços, sonhos,
Esboços finos no ar..afectos, risos, olhos de criança..

Isso…andem…aproximem-se…soletrem a dança magia, cerzida a ponte-cruz nesta alegria!

Ah...júbilo..gáudio dos pombos, num cestinho parados...

sobre o tempo
sobre as nuvens
nesta varinha de condão!!!
……
Parti aos pinotes por aí...sou um lenço dourado, leve e presenteado(a)
que beijou o palhaço profeta lado-lado...

.........

Voei...afinal...porque não!...se tenho asas!

Um Beijinho
da
Assiria

SAM disse...

Querido Poeta,


MAGISTRAL!!! Obrigada por esta bela partilha.


Beijos com carinho.

Sandra Botelho disse...

Tudo que vc escreve é muito lindo, mas acho que ao invés de nos visitar e deixar lá partes do que escreve, deveria nos ler e tecer comentarios relacionados, mesmo que fossem criticas.
A não ser que ache nossos escritos muito inferiores aos teus e por isso não se dá ao trabalho.Caso seja esse o motivo, lhe peço que não me visite mais. Beijos

Marília Felix disse...

Olá Profeta!

Obrigada pela sua visita.
Seus comentários são sempre ímpares lá em meus devaneios.
Sempre fazendo mágica em tudo.
Brinca com as palavras...
Me encanta!

Bjos Mágicos pra vc tbm!
=)

Ingrid disse...

Querido Profeta,
sempre me deixas encantada ,mas este me tocou sobremaneira..
beijos..

SILVIA disse...

Paso a saludarte y a dejarte unos besillos. ¡Que pases buen finde!

Marta disse...

Para esconder as mágoas...para brincar com o que é cinzento e dar-lhe finalmente cor....
Lindo...
Adorei...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

ஐﻬMara Bomboﻬஐ disse...

Ola nobre Poeta, obrigada pela carinhosa visita ao Adiemos, seu poeta traduz a sensibilidade de sua alma.
beijos
Mara Bombo

Maria Dias disse...

...O palhaço pode esconder sua tristeza ou sua alegria na sua fantasia.Está é a vantagem de ser palhaço.

Beijo

Maria

Mariz disse...

Boa noite poeta,

Tua sensibilidade é muito contagiante...simplesmente lindo demais.

mil beijos e ótimo fds!

tecas disse...

Olá, poeta profeta!
Soberbo o seu poema. Os palhaços trazem ilusões às crianças. Fazem-nas rir, sentirem-se felizes. E quantas vezes fazem sorrir e choram por dentro.
Têm a magia de encantar, ainda hoje me encanto com eles.E estou encantada por si.Pela forma original da sua escrita.
Aplauso.
Um bom fim de semana.
Abraço amigo

Aquarela disse...

Gostei muito do poema... faz-nos retroceder no tempo até á infancia da felicidade por construir... até ao tempo em que os sorrisos eram contagiantes e as lagrimas so caiam em momentos de alegria... assim são os palhaços... promessas de sorrisos, quantas vezes a chorar por dentro... somente para ver nascer dali coloridos olhares debruados pela inocencia de quem ri... feliz!

Lilazdavioleta disse...

Olá Profeta ,

bastante subtil as mensagens em entre linhas .
O palhaço é uma figura simpática , mas que mesmo em criança não me fazia rir ... comovia - me .
E este continuou !

Um beijo

Tatiana disse...

Acho que todos somos um pouco louco, poetas, santos, loucou e por que não dizer palhaços nessa vida, não é mesmo?

O importante eu acredito é o pulsar da vida no coração e passar por essa oportunidade de vida nos doando da melhor forma que pudermos.

Um abraço carinhoso e obrigada por sua visita!

Perola disse...

Perfeito!!! Sinceramente fazia tempo que eu ñ lia um poema tão claro e objetivo.
Parabéns meu querido.
Gostei muiiiiiito.
Beijos e uma linda tarde de domingo.

Elaine Barnes disse...

Pomponeta...Peta..Peta...Peta..Perruge...Pomponeta...Peta...Peta...Peta...Pe...clim!"

Esconde a mão!

"Rei, capitão, soldado, ladrão, moço bonito de meu coração... 1...2...3......Foguinhoooooooooooooooo!"....

Lá em cima do piano tem um copo de veneno, quem bebeu, morreu!

Montão de bjs

Folhetim Cultural disse...

Olá passo por seu blog para convidar você a visitar o meu que é dedicado a cultura. De segunda a sexta feira noticiário cultural aos sábados minha coluna poética ás 09 horas da manhã e ás 5 da tarde Chá das 5 sempre com uma participação especial. Irei aguardar sua visita lá. Abraços sucesso em seu blog. O endereço é informativofolhetimcultural.blogspot.com

Magno Oliveira
Twitter: @oliveirasmagno ou twitter/oliveirasmagno
Telefone: 55 11 61903992
E-mail oliveira_m_silva@hotmail.com

C. disse...

Um palhaço me faz lembrar que temos que sorrir, mesmo que a dor nos torture, mas nem sempre conseguimos fingir a dor com sorrisos de falsa alegria...

Boa semana!

Lu Souza Brito disse...

Bom dia Profeta,
Me emocionei com a sua bela poesia.
Obrigada por sua visita.
Um abraço

Cria disse...

Sempre bom te ler ! Beijos.

AFRICA EM POESIA disse...

saudades

Saudades
que bom estar contigo sentir o teu carinho



O selo .é o meu presente...






C omeço por dar os parabéns
E é lindo chegar a estes números
M uitos anónimos passaram na África em Poesia

M uitos amigos vieram dar um beijo
I limitada a minha felicidade
L inda esta ligação bem forte...

V im a medo para a blogosfera
I maginava que não ia ficar
S em grandes ambições vim e adorei
I mediatamente chegaram amigos
T antos e tão bons que agradeço...
A braço-vos neste momento
N ão deixaremos de brindar com champanhe
T eremos o saboroso bolo de chocolate
E é graças a Vós que guardo no coração 100.000
S erei sempre vossa amiga-Gosto muito de cada
um de vós!...ao vitor um beijo especial


LILI LARANJO

Marcelleee disse...

Olá Profeta!!!
Adorei o poema,afinal há sempre as duas faces da moeda o palhaço que ri e o que chora,mas não importa afinal há sempre espaços no circo para um palhaço que vende sorriso!.

Rosangela Neri disse...

Amo seu blog, passo algum tempo sem vir, mas quando venho me sinto em casa. Passo horas lendo e me sentindo nas nuvens da poesia.
Adorei sua magia poética "O Palhaço", me senti como em uma arquibancada.

Beijinhos mágicos pra vc.

ángel disse...

Bello poema. Siempre es un gusto pasar a tu casa a leerte en tu idioma.



Saludos...

fabíola disse...

amei... tocou minha alma... antes eu tentava escrever sobre o amor ...onde meu rostou era de um palhaço... que saudades deste amor q fazia de minha almaalgo especialmente eterna apaixonda.. felicidades
melhor
um beijo em seu coração flamejante