sexta-feira, 17 de junho de 2011

A MORADA DOS SERES FELIZES


Percorri o Vale da dor
Pelos dias das minhas noites de tristeza
Bebi o amargo da loucura
Olhei o céu na procura da minha perdida estrela

No horizonte encontrei o meu silêncio
As palavras devoradas por ele
Esta terra que me prende os pés
É arrepio que se prende à pele

As gaivotas invadiram o norte da ilha
As casas reflectem a brancura da cal
Um Milhafre solta um pio na manhã
E afugenta da terra o mal

Que mal é este que flagelou o meu corpo?
Que rancor terei despertado a um deus?
Que travo amargo enche este cálice?
Que marca dura e fria deixam os passos meus?

A manhã brilhou plena hoje
Despi todas as vestes e vesti-me de Sol e céu
As hortênsias despertaram no verde
Estenderam na minha passagem um celeste véu

Um mapa, uma contradição, uma premonição?
Uma saída deste cruel labirinto, uma azul oração
A fuga a todos os males do Mundo
O encher de paixão este pobre coração

Nesta peça ninguém morre, ninguém morreu
Soltei no palco as minhas mais fortes raízes
Dramatizei a vida em apenas um segundo de olhos fechados
Ao abrir estava…Na Morada dos Seres Felizes…

21 comentários:

valquiria disse...

Osonho de todos ser feliz. Abraço amigo.

isa disse...

Boa noite,querido Amigo.
No dia de todas as confusões na net
e nos blogues tinha deixado um post
com um poema teu.
Foi horrível pq ñ deu certo...
Em breve voltarei a fazê-lo.
Beijo.
isa.

Cria disse...

Maravilhos te ler, poeta ! Beijo.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Este sonhar com a perfeição da vida faz com que valha a pena se viver!

Sempre belos seus poemas!

Um beijo!

Sonia Regina

Nanda Assis disse...

Saudade de vir aqui. está maravilhoso como sempre!!!

bjosss...

ღPat. Rochaღ disse...

Faz tempo que estava a precisar ler um poema teu!

Um grande e lindo poema...

Beijos especial.

Maria disse...

E aqui mesmo neste cantinho, na
" Morada Dos Seres Felizes"
Que quero estar.

Lindoooooooooooo como sempre

Doce carinho.

M.M.G.

Gorete . SoLua disse...

"A manhã brilhou plena hoje
Despi todas as vestes e vesti-me de Sol e céu
As hortênsias despertaram no verde
Estenderam na minha passagem um celeste véu".
É o auge da sua poesia. Adorei.

Seja e esteja Feliz, Profeta.

Doces beijos:)

valquiria disse...

♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥

Vim te visitar, deixar meu carinho, e desejar um fim de semana de bençãos.
.
Se puder dê um passadinha em http://hanukkalado.blogspot.com/
é um prazer receberte.
.
Salmo 37, 4-5-7 - Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e o mais ele fará. Descansa no Senhor, e espera nele.

Abraço.

♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥.♥

SILVIA disse...

Un placer leerte, siempre.

Cecília disse...

Sempre muito bom voltar aqui!
Maravilhoso post!

Beijos, Profeta!

Fragmentos Intemporais disse...

E se a Vida fosse assim?

Aquarela disse...

Um mapa, uma contradição, uma premonição?
Uma saída deste cruel labirinto, uma azul oração
A fuga a todos os males do Mundo
O encher de paixão este pobre coração

... nao se morre em braços de anjos brancos... nao se perdem almas de coração apaixonado... porque eternamente pintam de azul a oração em que gritam, desbravando labirintos da esperança... onde o ceu se encontra com o ser amado!

gota de vidro disse...

Belo poema....Afinal todos procuramos o canto da felicidade

bjito da gota

Serenidade disse...

..que a dor se metamorfoseie em pedaços doces de vida repleta de felicidade junto dos seres felizes que o rodeiam...
Porque se for feliz, quem o rodear tb o será.

Belíssimo poema, dura transcrição da realidade... do(e) poeta(s).

claudete disse...

"Despi todas as vestes e vesti-me de Sol e céu"
Eternidade buscada no universo infinito , paz encontrada na morada eterna. Bjs.

S L Sousa Mendes disse...

A vida é uma peça teatral com vários personagens,encenadores,ensaiadores e em que as "deixas" nem sempre dão a fluidez esperada ao texto.... de repente tem de surgir um improviso...a peça é temporariamente interrompida... "seguirá dentro breves minutos"!!! Esses minutos, muitas vezes são desesperadamente longos e as perguntas sucedem-se
"Que mal é este que flagelou o meu corpo?
Que rancor terei despertado a um deus?
Que travo amargo enche este cálice?
Que marca dura e fria deixam os passos meus?"...
Quem sabe esse Deus notou alguma dualidade no personagem?!Ou será que desconhecia que a escrita é um refúgio do nosso outro "EU", que nela conseguimos dizer/fazer/prometer/sonhar/"concretizar" o que,enquanto "nós mesmos",não conseguimos verbalizar sequer???
Mas, o nosso Deus é infinitamente misericordioso e nada tem de rancoroso... por isso... o Profeta/Poeta/Encenador/Cenógrafo...Artista multifacetado e completo, consegue "dar a volta ao texto" e assim...
"Nesta peça ninguém morre, ninguém morreu
Soltei no palco as minhas mais fortes raízes
Dramatizei a vida em apenas um segundo de olhos fechados
Ao abrir estava…Na Morada dos Seres Felizes…"
E ser feliz se considera por, citando-o:"Despi todas as vestes e vesti-me de Sol e céu"...
Ora,o caminho certo é em AZUL NORTE.... percorrido em VERDE SORTE...
Sempre, Sempre, SEMPRE __________ ENTRE O AZUL E O VERDE!!!....

Ana C. disse...

profeta poético
lindooooooooo sempre
encantos mil pra vc
flores e luz

RosanAzul disse...

Sempre um momento ímpar ler-te...
Gosto muito dos teus escritos.
Um beijo, Rosana

atma atom disse...

A caça às bruxas está proibida.

luar perdido disse...

Morada dos seres felizes... Numa pérola onde o azul e o verde imperam, só podem viver os "seres felizes".
Desde que as hortensias floresçam, as cascatas não se calem, o mar não tenha medo da lava e as chuvas caiam brandas essa feliz morada só pode albergar SERES FELIZES.

Um beijo de luar