sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

AMAR A SORRIR


Faço-te uma proposta de encantamento
Perdoando a demora e baloiçando no infinito
Sabes?! Depois de muito navegar cheguei ao país dos pássaros do mar
Vindo de uma ilha perdida no meio de nada
Senti-me rei e marinheiro
Enfeitei-me de algas carmesim
Descansei numa gruta adornada por búzios azuis
Construi um casaco cintilante de escamas de sereia
E sorri para a vida toda na chegada da maré cheia
Encantei-me no murmúrio da maresia
No encantamento dancei com o suspiro do mar
Tudo isso depois de navegar mil anos para te encontrar
Amar...
Nesta ilha encontrei:
As árvores cuidando dos animais
Gente boa e outros que tais
Sereias e ninfas pintando tudo de verde
Soltando aves em sorrisos lentos
E...perdi-me dentro de mim
Pensei partir
Pensei voar
Recolhi penas, construi um par de asas
E imaginei alguém...amar a sorrir...



2 comentários:

luar perdido disse...

Continua, profeta, a sorrir para a vida toda na chegada da maré cheia.
Possa a maré trazer-te encantamentos e alquimias de verde, azul e algas carmesim. Possas continuar a "amar a sorrir".

Um beijo

Gil António disse...

Visitando deparo-me com um blogue maravilhoso senso a poesia doce e cheia de sensibilidade.
Fiquei encantado

Deixo cumprimentos poéticos
,